Outro dia me deparei com um painel no Pinterest cheio de ideias fabulosas de peças feitas em cimento moldado. Achei fantástico!!! Um mundo de possibilidades se abriu diante dos meus olhos e passei os dias seguintes consumindo TUDO a respeito do assunto. Li todos os passo a passo que encontrei, selecionei uns 375 modelos de peças lindas e guardei tudo em um painel no meu Pinterest com milhares de outras coisas que eu ainda quero fazer um dia. Comprei o material que eu precisava, separei alguns frascos para os moldes e…

Nada.

Simplesmente perdi o ânimo. Comecei a achar que não seria tão simples assim, que eu precisava de um espaço maior, que pra fazer do jeito que eu queria eu precisava de moldes mais adequados (ah, o perfeccionismo! Ou seria autoboicote puro e simples?), mi-mi-mi, mi-mi-mi…

Comecei a ficar com preguiça daquilo tudo.

Acabei não fazendo nem uma peça sequer depois de todo o tempo e criatividade investidos nas buscas por informações e inspirações. Isso me deu uma frustração tão grande que eu me senti incapaz até de fazer outras atividades criativas mais simples.

Resumindo:
Você está se sentindo sem ideias e corre pra internet buscar alguma solução. Aí fica horas se deliciando e colecionando coisas bacanas mas no fim das contas acaba não fazendo nenhuma delas e então passa a se sentir pior do que estava quando começou a caçada insana pela inspiração perfeita. Você se identificou?

Isso é resultado de MUITA INSPIRAÇÃO SEM NENHUMA AÇÃO.

Este jeito doido de consumir inspiração(e informação) é a melhor maneira de transformá-la em algo intangível. E isso acontece quando não tiramos nenhum RESULTADO PALPÁVEL de todo aquele trabalho e tempo investidos COLECIONANDO imagens e/ou informações.

E RESULTADO é imprescindível pra que o ser humano se mantenha entusiasmado, bem consigo mesmo e confiante de que pode fazer algo bacana com a inspiração que encontrou.

No meu exemplo acima, se eu tivesse trabalhado um pouco com o cimento fazendo uma peça ou outra enquanto continuava lendo e pesquisando mais, certamente eu teria mantido o entusiasmo por mais tempo. Ou então desistido logo e não perdido tanto tempo com algo que eu nem levaria adiante.

E NO NOSSO NEGÓCIO ACONTECE A MESMA COISA.

A gente fica obcecado por buscar ideias e soluções pra aumentar as vendas, ter mais curtidores, dar o preço certo aos produtos, etc, etc, e inicia uma caçada insana pela melhor resposta para o tal problema. A gente lê de tudo, toma notas, faz cursos e no fim acaba aplicando muito pouco do que viu. E esse monte de informação fica toda armazenada na caixola, só ocupando espaço e não nos leva a lugar nenhum.

 

E enquanto a gente está naquela busca ferrenha, aquele entusiasmo todo do início vai diminuindo e se transformando em:
“talvez eu não consiga fazer tudo isso”
“tem muita coisa pra fazer pra eu ter um negócio”
“eu não sei fazer um site”
“tenho que aprender a mexer com as mídias sociais”
“tem tantas ferramentas que preciso aprender”

E o medo de ter que fazer tantas coisas pra começar permite que outros aspectos externos apareçam pra atrapalhar ainda mais:
“eu tenho filhos”
“eu trabalho o dia inteiro”
“tenho 2 cachorros, gato e papagaio que precisam da minha atenção”
“mi-mi-mi, mi-mi-mi…”

 

A inspiração vai embora assim, sem dó e sem deixar bilhete de despedida. Você se sente fantástico por um tempo e logo em seguida se sente paralisado porque sua única ação foi pesquisar mais e mais buscando aquela foto ou um artigo perfeito que vai fazer você encerrar as buscas.

O problema é que não existe a “resposta certa” pronta pra você. Você pode gastar todos os neurônios buscando na internet a melhor maneira de fazer xyz e talvez nunca encontre. Você só vai ter mais clareza sobre qual é a melhor resposta pra você FAZENDO alguma coisa, AGINDO.

CADÊ OS RESULTADOS?

Se você tomar uma atitude no exato momento em que está inspirado certamente o desenrolar do processo vai ser mais tranquilo porque todos estes fantasmas e mi-mi-mis não vão ter chance de boicotar o seu entusiasmo. Agindo em seguida você começa a obter resultados logo, e resultados te dão confiança pra continuar.

Mas ao invés disso você corre o risco de se boicotar e ficar aí se comparando com as pessoas que num primeiro momento te inspiraram, aquelas pessoas que conseguem fazer o que você gostaria de fazer e acaba se sentindo um total inútil. Ó coitado…

E inspiração não deveria causar esse tipo de efeito, certo?

OS EFEITOS COLATERAIS

Se uma inspiração não é seguida de uma ação, normalmente ela não se dissipa como fumaça no ar fazendo você voltar a se sentir como se ela nunca tivesse aparecido. O que acontece muitas vezes é que ela se aloja dentro de você e se transforma em JULGAMENTO ou INVEJA.

Ai que pesado isso!!!

Mas muitas vezes é isso mesmo o que acontece sem você nem perceber.

FUNCIONA ASSIM:
Você se empolga com uma novidade, lota a sua cabeça de informações e inspirações, começa a se sentir exaurido com tantas possibilidades, aí não sabe por onde começar e então paralisa. Então você se sente mal por não conseguir traduzir aquela ideia super bacana em algo legal pra você e chega à conclusão de que você não está à altura daquela inspiração e que te falta muita coisa pra realizar aquilo tudo.

Percebeu a transição?

O perigo é você passar a desejar ter aquilo o que as pessoas que te inspiraram tem e se focar no fato de você NÃO TER aquilo. Olha as malditas da COMPARAÇÃO e da INVEJA aí. Pééééssimo!

Agora que você passou a duvidar da sua capacidade, passa a construir um monte de barreiras e razões de porque aquela pessoa que te inspira consegue e você não: ela é tão diferente de você, ela não tem filhos, teve uma educação diferente, é mais extrovertida, mais esperta, mais inteligente, tem mais dinheiro ou é mais bonita que você. Em outras palavras, você acredita que ELA TEM algo que VOCÊ NÃO TEM e é isso que te impede de ir em frente.

A verdade é que a razão pra que aquelas pessoas tenham o que você não tem é muito simples, normalmente ESTAS PESSOAS TOMARAM ALGUMA AÇÃO PRA FAZER O QUE QUERIAM. Simples assim!

A MORTE DA CONFIANÇA.

Quando você não toma uma ação depois de ter uma inspiração e ela se transforma em julgamento, você acaba esquecendo daquilo o que já tem pra começar a fazer seus testes e ao invés disso foca só no que não tem, do que te falta. E isso é péssimo pra você, para o seu negócio, para a sua motivação e para o seu entusiasmo porque isso MATA A SUA CONFIANÇA.

E com a sua confiança mortinha você se torna incapaz de tomar atitudes necessárias para construir o negócio e a vida que você quer ter. E se você acredita que não é capaz de fazer aquilo o que te inspirou num primeiro momento, daqui a pouco você vai passar a se sentir incapaz de fazer até o que você já fazia antes.

É sério, eu já me senti assim e com o tempo percebi que:
INSPIRAÇÃO NÃO É NADA SEM AÇÃO.
E AÇÃO NÃO ACONTECE SEM CONFIANÇA.

INSPIRAÇÃO É ÓTIMO!!!

Buscar referências, soluções e inspirações é divertidíssimo, é muito bom, mas pode ser perigoso se não for transformado em ação. INSPIRAÇÃO NÃO É NADA SEM AÇÃO.

Inspiração é inalação, é aspiração. Quando você inspira oxigênio para respirar, você está colocando o ar pra dentro pra que ele se transforme em energia, certo?

Com as coisas que nos inspiram a mecânica é a mesma. A gente consome ideias que outras pessoas tiveram e em algum ponto a gente precisa exalar, precisa passar da fase de consumir informação para fase de criação, transformar isto em energia, em ação.

Sabia que podemos morrer intoxicados pelo próprio ar caso ele não seja expirado? E o que vai acontecer com você se consumir mais e mais inspirações e informações sem fazer nada com elas? Coisa boa é que não é. Então, bora liberar essa inspiração toda aí dentro pra não ter uma intoxicação?

INSPIRE-SE SEMPRE!!!

Claro que isso não significa que você não deva mais procurar coisas que te inspirem só por prazer. Tem uma série de coisas que podem nos inspirar por ser lindo, por ser motivador mas que você não quer realmente trazer pra sua vida.

Por exemplo, eu adorei bolos decorados. Me encantam, me inspiram, mas eu não quero ficar abrindo massa no muque pra fazer um bolo de se comer com os olhos. Mas nem por isso eles deixam de me inspirar.

Outro, eu acho inspirador o programa Planeta Extremo da Globo. Aqueles lugares fantásticos, a disposição daqueles jornalistas enfrentando cada desafio maluco é inspirador. Mas me pergunta se eu gosto de fazer uma trilhazinha no meio do mato. Não, obrigada! Mas não é por isso que deixo de querer ver mais dos próximos desafios deles.

Essas inspirações fazem bem pra alma e pronto. Eu sei que não vão atrapalhar a minha vida em nada. Por isso é preciso saber usar cada inspiração da melhor forma possível pra você e para o seu negócio.

INSPIRAÇÃO SERVE PRA NOS LEVAR PRA FRENTE.
TRANSFORME INSPIRAÇÃO EM AÇÃO!

Cada ação realizada vai te levar a se sentir mais e mais confiante, acredite.

E CONFIANÇA É O QUE VOCÊ PRECISA TER TODO O DIA PRA FAZER O SEU NEGÓCIO ANDAR SEMPRE PRA FRENTE.